| equipamento

A Ressonância Magnética SDI de Caselas, (RM) iniciou a sua actividade em 1988, dispondo na altura de um equipamento de RM Signa 1,5 Tesla, da General Electric (GE) que foi sistematicamente actualizado. O último “upgrade” elevou-o à plataforma Signa Advantage, RP, versão 5 X e dotou-o de software para a realização de espectroscopia.

Em Outubro de 1996, foi instalado um segundo equipamento de alto campo magnético - Signa Horizon 1,0 Tesla da GE, dotado tal como o anterior de sequências “spin echo”, “fast spin echo”, “SPGR” e técnicas vasculares “PC - Phase Contrast”, “TOF” e também sequências “FLAIR”, “PHASE CONTRAST”, “Fast Cardiac”, com Cine para estudos cardíacos e “Multi-Shot” EPI, que permitem entre outros, a realização de estudos funcionais e perfusão, técnicas de colangio e uro-RM-HASTE.
Este aparelho está também dotado de software específico para o estudo do fluxo do liquor (Flow Analysis) e difusão (Echo Plus)

Ambos os equipamentos possuem bobines de superfície específicas para as várias áreas anatómicas, nomeadamente:

• Geral de corpo
• Cabeça
• “Phase-array” para a coluna
• Circular para órbita
• TMJ para as articulações têmporo-mandibulares
• Joelho
• Mama
• Pescoço
• Ombro
• Torso
• Prostática

Está instalada uma “work-station” SUN - versão 3.1,  interconectada com os dois equipamentos, que permite, entre outras funções, a realização de reconstruções tri-dimensionais e a análise de estudos funcionais do Sistema Nervoso Central, o estudo da relaxometria dos tecidos do Sistema Nervoso Central para determinação de eventuais focos epileptogénicos.
Este equipamento está dotado de software próprio para a avaliação de captação de contraste nos exames de mama.

Em Dezembro de 1999 o primeiro equipamento instalado foi desactivado e adquirido  um terceiro equipamento de alto campo magnético - Signa CV/i  - topo de gama e optimizado para exames cardio-vasculares, dotado de Phased Array e de Software que permite efectuar sequências de imagens "EPI" e "SS-FSE" para técnicas ecoplanares  e "CPG", assim como técnicas de processamento de imagem "Clariview" IVI, 3D, programas de alta resolução vascular; diagnóstico e post processamento de imagem  "SMART PREP 2000"; análise de parâmetros cardio-vasculares e software de quantificação de fluxo.

Foi também instalada uma "Workstation - VISUALIZATION PLATAFORM 1 para aquisição, análise e posicionamento em tempo real de estudos e aplicações cardio/neuro vasculares, e que está dotada de software que permite a realização de estudos de difusão - ECHOPLUS PACKAGE - e a capacidade de realização de espectroscopia protónica (multivoxel).

Foi também  adquirida, em Janeiro de 2000, à AGFA uma câmara multiformato LASER  LR 5200 P. de alta resolução (630 DPI) e com ligação aos equipamentos de Ressonância Magnética  e às Workstations.

Em 2000 as salas de realização de exames foram dotadas das infra-estruturas necessárias para apoio anestésico, compatível com alto campo magnético, permitindo a vigilância constante do doente pelo anestesista durante o decurso do exame.

Em Maio de 2001 foi adquirido à empresa Medical Advances o equipamento VISUASTIM XGA que se destina à estimulação auditiva e/ou visual em estudos funcionais do cérebro.

Em Setembro de 2002 o equipamento de 1.0 Tesla SIGNA HORIZON foi substituído pelo equipamento de 1.5 T SIGNA INFINITY Echospeed e foi adquirida uma nova ADVANTAGE WINDOWS 4.0.
Na mesma altura foi adquirido novo software para o equipamento SIGNA CVI, que permite a elaboração de estudos com “Difusion Tensor Imaging”.

Em Julho de 2005, foi adquirido um Gravador de CD TDK, para gravação das  imagens em CD.

Em Setembro de 2005 a câmara multiformato LASER LR 5200 P foi substituída por duas impressoras Codonics Horizon.

Em Junho de 2007, foi feito um Upgrade à Workstation AW4.0 para AW Volume Share, com análise avançada 3D multi-tecido em ambiente Volume Viewer.

Em Janeiro de 2008, a Ressonância Magnética de Caselas instalou um  upgrade ao equipamento Signa Infinity 1,5T EchoSpeed, passando este equipamento a  Signa Excite 1,5T Echospeed Plus HDX, da marca General Electric Portuguesa.

Ao efectuar estes investimentos, pretendeu o Centro de Caselas posicionar-se tecnicamente entre os Centros mais bem equipados a nível Europeu e um dos mais actualizado em termos Nacionais.

A RM conta com a colaboração de três anestesistas para a realização de exames que exijam sedação (crianças, adultos claustrofóbicos ou agitados), possuindo todo o equipamento de apoio anestésico.

Para além da equipa médica e de técnicos, contamos com a colaboração do Sr. Prof. Mário Forjaz Secca, físico, professor de Física da Universidade Nova de Lisboa.

Do curriculum da RM-Caselas salienta-se o facto de ter sido pioneira no nosso país na área de Ressonância Magnética, bem como na realização de cursos anuais de divulgação desta técnica, na fase inicial (1990-1994).

design binário